Projeto colaborativo de fotografia experimental que olha para o Subúrbio Ferroviário tendo o trem como câmera e laboratório. Articulação, ao longo dos trilhos, de uma rede de criação, formação, difusão e circulação de imagens onde a ferrovia é eixo de narrativas fotográficas sobre o próprio lugar.